Skip to content

Categoria: SAÚDE

Será que o cara tem medo do sexo durante a gravidez?

1. Falar do medo do sexo na gravidez


Falar a respeito de férias com a situação é o conselho mais capital e essencial. O casal precisa de férias com uma boa comunicação para esclarecer dúvidas, medos, sensações e sentimentos. Desde isto maneira, um e outro terão evidente que o problema junto é outro que o medo do homem do que fazer mal para a mulher ou para o recém-nascido, sobre o que podem encontrar medidas para resolvê-lo.


2. Sexo garantido durante a gravidez


As relações sexuais em ou que apresentam riscos para a gestante ou para a criança. Às vezes, depois da transação, a mulher experimenta pequeno sangramento, que podem ser motivos para preocupação. Mas, sempre que sejam pequenos e que “ao lado de experimentar dores, cólicas, nem nenhum outro sintoma estranho, em são motivo dentre brado”, explica Francisca Morelo, vice-presidente do que a Federação Espanhola entre Sociedades em Sexologia. Esses sangramento devem ser com destino a que os vasos sanguíneos do pescoço do útero e das paredes do que a boceta têm uma maior irrigação, o que os faz dilatar e os expõe para estas pequenas rupturas, sem maior consequência.


As relações com penetração, sim, estão contraindicadas quando se trata com gestações com risco. Para estes casos, a todo mundo modos, existem outras formas de erotismo, que vão começar os beijos e carícias até a masturbação e o sexo oral.


3. O sexo durante a gravidez é benéfico


O sexo durante a gestação sobre não apenas interno é perigoso, mas que, ao contrário, tem benefícios para a saúde entre o casal e até mesmo para o próprio recém-nascido. “As relações sexuais no levante período apertam o vínculo do casal“, diz Lydia Luque, presidente dentre a Associação Sexológica Sexcuela. Além disso, a mulher tem alterações hormonais que “fazem com que se sinta muito sensível e precisa se sentir desejada”, até que o sexo ocupa um quadro fundamental.


O recém-nascido, em sua secção, para a do rolamento produzido até os movimentos do seu útero e as contrações do útero causadas entre o orgasmo. Além disso, esses movimentos e a liberação com ocitocina que ocorre durante o ato sexual podem contribuir, no último trecho da gravidez, não sentido de desencadear o parto. Para leste mesmo motivo, são recomendadas as relações nessa lanço final, quando há risco do que parto prematuro.


4. Sexo durante a gravidez, maior o prazer


Outro motivo a mais para se animar para ter sexo durante a gestação é que, no geral, um resultado mais agradável até várias razões. Na opinião de um lado, a já referida maior irrigação sangüínea no colo do útero e das paredes vaginais aumenta a sensação com prazer na mulher. No homem, sobre seu segmento, pode desenvolver-se um aumento do desejo sexual perante o crescimento dos seios com a sua mulher ou na presença das novas curvas dentre seu corpo. A verdade, ter sexo com uma mulher no estado é uma fantasia erótica para muitos homens.


A falta do que preocupações relacionadas com métodos contraceptivos também pode ajudar o desfrute. E muito mais ainda, se a gravidez foi custas e durante algum tempo, existia o risco de que as relações sexuais se tornaram rotineiras e muito centradas no objectivo a alcançar com a concepção; é o momento para desfrutar de todo o contrário.


5. Posturas novas


E se tudo isso dentro é suficiente para convencer o homem, é um ás na manga: a possibilidade de experimentar posições diferentes, mormente divertidas e prazerosas para o tempo da gravidez. A troca de tudo nos últimos meses da gestação, quando o tamanho com a tripa a mulher obriga com destino a tomar certas precauções, você pode aproveitar para dar lugar a essa criatividade, relaxar e desfrutar.

Comments closed

O menino ou menina? Saber o sexo do recém-nascido antes dentre nascer

A ultra-sonografia-chave para saber se será menino ou menina


Descobrir o sexo do recém-nascido tem sido, a começar de sempre, um dentre os maiores desejos desde que os pais durante a gravidez. Mas, até há poucas décadas, em ou havia maneira do que sabê-lo até o momento do nascimento. Esse é o motivo com que existam muitas crenças populares que supostamente permitem saber: a forma entre a tripa, a reação com determinados objetos a serem colocados murado do ventre, algumas mudanças na mulher, etc., nos últimos tempos, o desenvolvimento tecnológico tem possibilitado o acesso em direção a essa informação e com uma antecipação qualquer vez maior.


A técnica que marcou um antes e um depois no levante sentido foi a ecografia. Essa falência do momento em que foi possível observar o recém-nascido no interno do útero, começaram com destino a desenvolver as possibilidades para descobrir o seu sexo, sem ter de esperar pelo parto. Na atualidade, a ecografia, cujos resultados são considerados definitivos para antecipar o sexo do recém-nascido, devido essa sua elevada probabilidade com acerto, é a que se realiza essa as 20 semanas de gestação.


No interior de obstativo, ainda há chances do que erro neste grande do ventre materno, devido essa que, em certos casos, o recém-nascido está em uma posição que dificulta o perito assistir com precisão seus genitais. Outras circunstâncias que também complicam a determinação do sexo do feto são a obesidade do que a matriz ou a escassez do líquido amniótico. Em todo o mundo, modos, crescente ocorre em menos de 5% dos casos.


Ao realizar este ultra-som, é recomendado em vez de deixar-se levar em ansiedade. Nascente estudo é a chave dentro de apenas um, para saber se o pequeno será menino ou menina. Serve também para analisar muitos fatores relacionados com o desenvolvimento da gravidez, porquê a morfologia e órgãos vitais (uma vez que o coração, o cérebro e os pulmões), possíveis malformações (uma vez que espinha bífida), etc., O dado do sexo do recém-nascido, além do que, para os pais, seja a partir de enorme interesse, para o médico é menos relevante. Para isso, aconselha-se a deixá-lo trabalhar com tranquilidade.


Descobrir o sexo do recém-nascido durante o primeiro trimestre


Às vezes, é possível adiantar o prazo para saber o sexo com a pessoa. De acordo com uma pesquisa apresentada no último Congresso do que a Sociedade Espanhola com Ginecologia e Obstetrícia, em 2009, o grau de precisão nas ecografias obtidas entre as semanas 11 e 14 atingiu 86,3% com os casos; e subiu para 95% quando se levaram em consideração apenas as observações feitas essa gretar dentre o número da semana 13. Ou seja, a porcentagem do que acerto na semana 13 foi semelhante ao que é considerado normal na semana 20. Até isso, hoje em dia, já é possível saber com bastante fiabilidade o sexo do recém-nascido a partir do início do segundo trimestre da gravidez.


A determinação do sexo do recém-nascido é possível porque o embrião-que até o final do primeiro trimestre, mede entre cinco e seis centímetros – forma-se o chamado tubérculo genital. Se escacar a ele, se formarão o pau e relés (no caso do ser criança) ou o clitóris e os lábios vaginais (quando é menina). Na décima primeira semana com gestação, o tubérculo começa para apresentar diferenças: o ângulo do que inclinação que forma a coluna vertebral é mais acentuada (superior na direção de 30 graus), quando se trata de uma criança, e menos, quando é uma menina. Esta distinção é a que permite o diagnóstico.


Análise do sangue para saber se será menino ou menina


O maior avanço dos últimos anos, no levante a planura é uma análise com o sangue da mulher grávida, que permite descobrir o sexo do recém-nascido essa escacar com a oitava semana da gravidez. Oriente procedimento detecta a presença do DNA do embrião no sangue entre o útero. E não sentido de espatifar a ele dentro, só é possível saber o sexo do indivíduo, mas, também, outros dados, porquê o seu fator sanguíneo (é dizer, se o seu rh é positivo ou negativo) ou se sofre de síndrome dentre Down.


Em Portugal, estas análises começaram em direção a realizar-se há alguns anos em que a Fundação Jiménez Díaz, porquê uma forma do que prevenir doenças hereditárias passassem de mães na direção de filhos durante a gravidez. Este teste, cuja principal vantagem é que em resultado invasiva, permite desprezar, em muitos casos, esses perigos; mas, em caso dentre dúvida, é normalmente complementado com análises porquê da amniocentese.


O Nosocômio Materno Infantil dentre as Neves, em Granada, e a Fundação para a Pesquisa Biosanitaria também realizam leste análise, com a finalidade dentre saber o sexo do recém-nascido em direção a escacar por semana, oito do que a gravidez. Seu preço guarda os 130 euros.


Teste invasivo que oferece também informações com relação a sexo


As chamadas provas invasivas, que denotam perigo para a mãe e seu recém-nascido, só ocorrem em determinadas situações do risco. É o caso da amniocentese, utilizada para estabelecer se o pequeno sofre de síndrome do Down. No entanto, oriente análise oferece, também, informações a respeito do sexo da pessoa, já que permite instituir com a quase totalidade segurança se será menino ou menina.


Em qualquer caso, a amniocentese só se realiza quando o médico o considerar necessário (e nunca, quando o motivo principal é saber o sexo do pequeno), já que pode gerar alterações cromossômicas ou genéticas. Isto técnica analisa células de esquerda, afastado do feto que flutuam no líquido amniótico que o envolve. Para isso, é necessário retirar uma amostra do líquido amniótico.


Polêmica em torno do diagnóstico pré-natal em ou ofensivo


As análises do sangue do que as mulheres grávidas que, de maneira ou em invasiva e tão cedo, permitem obter dados a respeito do feto -interior não só o sexo, mas, também, se sofrem de doenças uma vez que a síndrome com Down – são ofereceu lugar, nos últimos anos, com destino a numerosos debates, que questionam sua compleição ético.


Uma com as principais discussões jornada em torno na direção da possibilidade do que se multipliquem os abortos eugenésicos, fundamentados, entre uma detecção precoce dentre uma doença para o feto. É o caso do artigo do que 2011, acordado entre os especialistas Firmino Chocarreiro. González-donato rodrigues e Maria Luisa Di Pietro, em que apontam a possibilidade do que nascente tipo com diagnósticos “reforcem a imagem da pessoa com deficiência porquê de um indivíduo para excluir da sociedade”.


Outro risco que costuma citar-se é que, em determinadas culturas, saber o sexo do recém-nascido antes do nascimento, e com tanta rapidez, possa provir em abortos relacionados com o planeamento familiar. Alguma coisa que, de acordo com isto posição, pode ocorrer em sociedades em que se valoriza mais o ter filhos homens do que mulheres.

Comments closed