Skip to content

Será que o cara tem medo do sexo durante a gravidez?

1. Falar do medo do sexo na gravidez


Falar a respeito de férias com a situação é o conselho mais capital e essencial. O casal precisa de férias com uma boa comunicação para esclarecer dúvidas, medos, sensações e sentimentos. Desde isto maneira, um e outro terão evidente que o problema junto é outro que o medo do homem do que fazer mal para a mulher ou para o recém-nascido, sobre o que podem encontrar medidas para resolvê-lo.


2. Sexo garantido durante a gravidez


As relações sexuais em ou que apresentam riscos para a gestante ou para a criança. Às vezes, depois da transação, a mulher experimenta pequeno sangramento, que podem ser motivos para preocupação. Mas, sempre que sejam pequenos e que “ao lado de experimentar dores, cólicas, nem nenhum outro sintoma estranho, em são motivo dentre brado”, explica Francisca Morelo, vice-presidente do que a Federação Espanhola entre Sociedades em Sexologia. Esses sangramento devem ser com destino a que os vasos sanguíneos do pescoço do útero e das paredes do que a boceta têm uma maior irrigação, o que os faz dilatar e os expõe para estas pequenas rupturas, sem maior consequência.


As relações com penetração, sim, estão contraindicadas quando se trata com gestações com risco. Para estes casos, a todo mundo modos, existem outras formas de erotismo, que vão começar os beijos e carícias até a masturbação e o sexo oral.


3. O sexo durante a gravidez é benéfico


O sexo durante a gestação sobre não apenas interno é perigoso, mas que, ao contrário, tem benefícios para a saúde entre o casal e até mesmo para o próprio recém-nascido. “As relações sexuais no levante período apertam o vínculo do casal“, diz Lydia Luque, presidente dentre a Associação Sexológica Sexcuela. Além disso, a mulher tem alterações hormonais que “fazem com que se sinta muito sensível e precisa se sentir desejada”, até que o sexo ocupa um quadro fundamental.


O recém-nascido, em sua secção, para a do rolamento produzido até os movimentos do seu útero e as contrações do útero causadas entre o orgasmo. Além disso, esses movimentos e a liberação com ocitocina que ocorre durante o ato sexual podem contribuir, no último trecho da gravidez, não sentido de desencadear o parto. Para leste mesmo motivo, são recomendadas as relações nessa lanço final, quando há risco do que parto prematuro.


4. Sexo durante a gravidez, maior o prazer


Outro motivo a mais para se animar para ter sexo durante a gestação é que, no geral, um resultado mais agradável até várias razões. Na opinião de um lado, a já referida maior irrigação sangüínea no colo do útero e das paredes vaginais aumenta a sensação com prazer na mulher. No homem, sobre seu segmento, pode desenvolver-se um aumento do desejo sexual perante o crescimento dos seios com a sua mulher ou na presença das novas curvas dentre seu corpo. A verdade, ter sexo com uma mulher no estado é uma fantasia erótica para muitos homens.


A falta do que preocupações relacionadas com métodos contraceptivos também pode ajudar o desfrute. E muito mais ainda, se a gravidez foi custas e durante algum tempo, existia o risco de que as relações sexuais se tornaram rotineiras e muito centradas no objectivo a alcançar com a concepção; é o momento para desfrutar de todo o contrário.


5. Posturas novas


E se tudo isso dentro é suficiente para convencer o homem, é um ás na manga: a possibilidade de experimentar posições diferentes, mormente divertidas e prazerosas para o tempo da gravidez. A troca de tudo nos últimos meses da gestação, quando o tamanho com a tripa a mulher obriga com destino a tomar certas precauções, você pode aproveitar para dar lugar a essa criatividade, relaxar e desfrutar.

Será que o cara tem medo do sexo durante a gravidez?
Rate this post